DESEMPENHO ACÚSTICO NO PÓS-USO (na visão da NBR 15575) – R$ 60,00

Desempenho Acústico no Pós-Uso na Visão da NBR 15575 | Amazon.com.br

1ª edição 2017

158 páginas

A poluição sonora traz grande prejuízo à saúde e à qualidade de vida, afetando o equilíbrio ambiental e, apesar disso, a acústica nunca é a prioridade em um projeto, sendo só lembrada em locais de reunião, de shows, de peças teatrais. Com a vigência da Norma de Desempenho NBR 15575:2013, a construção civil brasileira passa por um momento de transformação, a fim de que se adeque a essa nova realidade. Cria-se, porém, uma lacuna entre o que existe e o que deve ser projetado.

Aferir a percepção dos usuários e identificar sua correlação com a qualidade

acústica dos sistemas de vedação verticais externos de suas moradias, por meio de medições acústicas internas e externas a fachadas, pode trazer uma contribuição, mesmo com uma amostra aleatória, e não probabilística, tornando-se um estudo de caso. Nesse contexto, foi proposta a realização de pesquisas para a análise dessa percepção, bem como a execução de campanhas de medição acústica em unidades

habitacionais residenciais na pós-ocupação, também chamada de pós-uso. O resultado obtido confirmou que os parâmetros acústicos não são atendidos e que é preciso mudanças para que efetivamente haja a inserção das necessidades acústicas nas habitações anteriores à Norma de Desempenho.

 

A autora

Arquiteta e Urbanista pela FAU – Farias Brito/SP – 1978. Pós-graduada em ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO – Cefet/PR/UTFPR. Especialização em AVALIAÇÃO E PERÍCIAS DE ENGENHARIA IBAPE / MOURA LACERDA e em PERÍCIA CRIMINAL – Universidade de Guarulhos/Keynes.

Profissional certificada em Qualificação de Engenharia de Avaliações pelo IBAPE – Entidade Federativa Nacional e membro do Royal Institution of Chartered Surveyors RICS no NÍVEL AAA.

Mestre em Desenvolvimento e Tecnologia – LACTEC/UFPR. Atua como perita judicial nas áreas de perícias e avaliações em Curitiba e em São Paulo desde 1979. Assistente técnica para escritórios de advocacia, pessoas físicas e jurídicas.

Participa efetivamente de comissão de estudos da ABNT na elaboração de normas técnicas como a de avaliação, acessibilidade, reforma e inspeção predial.

Ex-vice-presidente do IBAPE Nacional (Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia).

Atualmente é vice-presidente e conselheira consultiva do IBAPE/PR.

 

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *